quinta-feira, 4 de abril de 2013

Caminhada “Na Rota dos Casais”



Esta vai ser a nossa oitava caminhada. Estávamos muito longe de admitir que esta iniciativa atingisse uma tão simpática longevidade, visto tratar-se de uma actividade que para nós e em princípio para as associações regionalistas, era desconhecida.

A União Progressiva da Freguesia do Colmeal não pode nem deve esquecer quem nos ensinou os primeiros passos e incentivou a continuar. Clélia e António Magalhães Pinto, grandes especialistas na matéria e muito conhecedores do terreno, Rute e Mário Martins, Luísa Costa e o seu grupo de amigos dos “Rituais” e tantos outros que sempre estiveram ao nosso lado.
Uma palavra de grande e sincero reconhecimento para as associações regionalistas congéneres que estiveram connosco nestas “aventuras” e para a Junta de Freguesia do Colmeal que desempenhou um trabalho meritório no apoio que sempre nos prestou e na difícil limpeza dos caminhos por onde passámos ao longo destes anos.

Em 2006 subimos ao “Cabeço do Gato” e no ano seguinte maravilhámo-nos com a beleza da paisagem pela “Rota do Carteiro”. Em 2008 extravasámos “fronteiras” e desde a freguesia dos Cepos recriámos os “Trilhos da Ribeira de Ádela – Caminhos da Escola”. “Pelos Trilhos do Vento e da Solidão” tentámos apreciar através das nesgas do nevoeiro e da chuva miudinha as lindas serranias distantes, tendo mais sorte com o tempo no ano a seguir, quando percorremos os “Trilhos da Mimosa”.
Na “Rota dos Moinhos”, em 2011, andámos a tentar descobrir o que ainda restava deles e no último ano “Voltámos ao Cabeço do Gato”, local de onde se desfruta uma soberba paisagem a perder de vista até ao Buçaco, Caramulo e serra da Estrela.

Este ano vamos percorrer a “Rota dos Casais”. No dia 4 de Maio, o primeiro sábado do mês, vamos concentrar-nos e partir do Largo D. Josefa das Neves Alves Caetano pelas 9 horas. A caminho do Soito passaremos à vista do Roçaio, um antigo casal que após um incêndio há algumas décadas ficou desabitado e entrou em degradação.

A Comissão de Melhoramentos do Soito receberá os participantes na sua Casa de Convívio para um “café da avó” antes de se prosseguir caminho por uma “fazenda” conhecida como Porto dos Palheiros a caminho do Loural.






Loural é o nome de um antigo casal que em tempos já teve o bulício do dia-a-dia de uma vida no campo com os adultos a tratar do amanho das terras nos socalcos na encosta e a cuidar das oliveiras, dos castanheiros e das videiras, com um moinho a funcionar e as crianças na traquinice própria de uma idade que não lhes dava tempo para brincar e que sorriam enquanto guardavam as cabras.

  




Loural, que foi definhando com o passar dos anos e das chuvas invernais é um dos casais de que mais se fala na freguesia do Colmeal. E tudo porque entretanto surgiu alguém que gostou daquele local e do pequeno aglomerado de casas de pedra com os seus telhados de loisa e apostou na sua recuperação. Vamos passar por lá.

Couços e Porto Chão são outros dois casais que ficam próximos de Aldeia Velha e que hoje apenas nos recordam de que ali já viveram pessoas. Pela Corte Nova iremos atingir a Cancela e o Alqueve nunca deixando de apreciar a paisagem envolvente. Depois, pela Malhada dos Bois, descemos até ao Ventoso. Um pouco mais abaixo atravessaremos a ponte sobre o rio Ceira a caminho das Seladas e do seu magnífico Parque de Merendas, para um merecido descanso e retempero de forças.

O almoço de convívio está previsto para cerca das 13 horas. Não deixe de participar nesta saudável actividade e venha descobrir os trilhos que os nossos pais e avós tão bem conheciam.

A inscrição no valor de 10 euros (com almoço incluído) deverá ser feita junto da nossa Delegação no Colmeal – José Álvaro / Bela 235761490 ou em Lisboa, para – Maria Lucília 914815132 / 218122331 ou António Santos 962372866 / 217153174. 
Pode ainda efectuar a sua inscrição para o nosso endereço upfcolmeal@netcabo.pt

Como habitualmente, sugerimos e aconselhamos uma cobertura para a cabeça, sapatos confortáveis e roupa apropriada e que leve consigo uma garrafa com água.

U. P. F. C.
Fotografias de Francisco Silva e A. Domingos Santos 


1 comentário:

Soito aldeia preservada disse...

Naturalmente que a CM do Soito apoia mais esta iniciativa da UPFC, que constitui uma excelente forma de divulgar as nossas aldeias e que passando pelo antigo Casal do Loural, atualmente o Projeto Turístico “Loural Village” propriedade dos nossos amigos Francisco Nunes e Tiana Almkemade, que após a sua inauguração, que esperemos seja em breve, se irá tornar ser um ponto de referência na nossa Freguesia e da nossa zona.
Obviamente que a passagem pelo Soito, com visita à aldeia e ao Espaço Museológico, bem como por terras do Soito, designadamente a quinta dos “Portos-Palheiros”, que confrontam com o Loural é motivo de acrescida satisfação.
O nosso obrigado à UPFC por esta iniciativa.
António Duarte