quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Jaime Martins de Almeida



Noventa e cinco anos. A fragilidade e os achaques próprios da idade e das marcas deixadas pelo tempo. Para trás, uma vida de abnegação e sacrifício, visando a felicidade e o bem-estar da família. Filho, marido e pai extremoso; primo, parente e amigo dedicado; cidadão responsável e exemplar; trabalhador precoce, esforçado e competente. Uma vida pautada por valores estruturantes e indeléveis, como a honestidade, a verdade, a lealdade, a solidariedade, a modéstia, a perseverança, o profissionalismo, o respeito pelos outros …

Assim se lhe referia a sua filha Lisete num escrito preparado em Julho de 2012 para o dia do seu 95º aniversário e que transcrevemos na íntegra neste blogue.

A sua saúde, precária de há tempos a esta parte, não lhe permitiu continuar entre nós. O seu coração desistiu de bater na passada terça-feira. Todos perdemos um AMIGO. Guardaremos para sempre a sua imagem e o exemplo de um GRANDE HOMEM.

UPFC

2 comentários:

Mário Martins disse...

A FREGUESIA DO COLMEAL FICOU MAIS POBRE! RECORDO COM SAUDADE O EMPENHO, A ENERGIA, A ALEGRIA QUE TRANSMITIU AOS OUTROS PARTICIPANTES,DURANTE A CAMINHADA ,OS CAMINHOS DA ESCOLA.
OBRIGADO TI JAIME

Anónimo disse...


Obrigada. Muito sensibilizados, agradecemos também a todos quantos – pessoas e instituições – presencialmente e por outros meios, caminharam com ele na doença, o acompanhara e nos acompanharam na última caminhada.

Em nome da família,

Lisete de Matos