quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Nos Picos da Europa com a União – 1º dia











A nossa primeira paragem em terras de Espanha foi em Puebla de Sanábria, um simpático município raiano onde almoçámos. As terras de Sanábria, pela sua riqueza paisagística e a nível de flora e fauna, estão classificadas como Parque Natural, onde uma das suas jóias é o Lago de Sanábria que se insere no vale do rio Tera. 































 Léon é a capital da província de Leão, na comunidade autónoma de Castela e Leão, no noroeste de Espanha. As suas origens datam da época romana. A sua população faz com que seja o maior município da província. É uma cidade famosa pela sua catedral gótica, uma obra apoteótica que assenta sobre umas antigas termas romanas e onde se destacam os seus magníficos vitrais datados desde os séculos XIII ao XX. Também é conhecida por diversos outros monumentos e edifícios, como a Basílica de Santo Isidoro construída entre os séculos XI e XII sobre um anterior templo, um dos conjuntos arquitectónicos de estilo românico mais destacados de Espanha, onde o Panteão Real se evidencia, um mausoléu ricamente decorado no qual foi enterrada a família real do reino medieval de Leão e que também possui uma das melhores colecções do mundo de pinturas românicas. A Casa de Botines, uma das primeiras obras do arquitecto catalão António Gaudí e que se situa na Praça Santo Domingo está ocupada actualmente por um banco. O Mosteiro de São Marcos, originalmente a sede da Ordem Militar de Santiago, um grande exemplo do estilo renascentista, o novo MUSAC, Museu de Arte Contemporânea de Castela e Leão ou ainda a Casa dos Guzmanes, são outros monumentos de extraordinário interesse nesta cidade.



Durante o jantar típico de gastronomia asturiana ainda se cantaram os parabéns à associada Lourdes Ponte.

Fotos de Francisco Silva e A. Domingos Santos

Sem comentários: