sábado, 4 de janeiro de 2014

E o fim-de-semana terminou assim


Na véspera tínhamos apreciado as belezas da serra da Lousã, atravessado a Mata da Margaraça, contemplado a espectacular Fraga da Pena, a maravilha que é a aldeia do Piódão e a sua envolvente, Arganil já de noite mas também bela e muito naturalmente, apreciado a gastronomia da nossa região. No domingo de manhã a alvorada foi cedo pois Góis esperava-nos e logo a seguir, o Soito, uma aldeia preservada e o seu núcleo museológico estavam no nosso caminho. Mas de tudo isso já vos demos conta aqui neste espaço. Hoje vamos apenas recordar a parte final deste fim-de-semana que muitos repetiram e que para alguns foi apenas a “primeira vez”.



A paragem na zona balnear da Ponte foi obrigatória não só para as fotografias do nosso “ex-libris” mas também para a foto de grupo, para mais tarde recordar. Por vezes é difícil controlar o tempo de passagem ou o tempo de paragem, porque há sempre um pormenor que a máquina ainda não captou ou que os olhos não querem deixar de contemplar tal é a beleza envolvente que nos deixa extasiados. E a nossa região é fértil nesses quadros, dignos de figurar na tela dos melhores pintores.






O Colmeal tem desde Abril deste ano uma Igreja renovada, reconstruida, melhorada interior e exteriormente, que deve ser vista e apreciada por todos os que nos visitam. E os nossos amigos não deixaram de se maravilhar com esta “nova” igreja que a todos os Colmealenses orgulha e que agora é mais um polo de atracção.






Artur Domingos da Fonte era um “Comando” visivelmente feliz por ter na sua terra os seus camaradas de armas e os seus familiares. Fez questão de os obsequiar com um aperitivo para abrir o apetite para o almoço que já tardava, mas a grande prenda que tinha para o grupo, era mostrar a sua colecção de miniaturas, que todos apreciaram com muita atenção e entusiasmo perante trabalhos tão meticulosos e tão perfeitos.







No Parque de Merendas das Seladas passaram-se momentos agradáveis e de são convívio. O almoço estava esplêndido. Uma ementa de luxo – sopa serrana, trutas de escabeche e javali, para além das várias sobremesas que só as senhoras do Colmeal sabem fazer e que, como sempre, estavam deliciosas.













Trocaram-se prendas por entre breves intervenções onde a alegria e a boa disposição sempre estiveram presentes. Destacamos os livros “Memorial da União” que recorda e presta homenagem aos homens e mulheres que integraram a colectividade e “DOS OBJECTOS PARA AS PESSOAS” que a sua autora, Lisete de Matos, fez questão de nos oferecer para os visitantes. Um diploma alusivo ao fim-de-semana e ainda um frasco de mel da região foram entregues aos participantes.



Para finalizar e porque o seu trabalho é merecedor dos maiores elogios, uma palavra de grande apreço para a equipa que tornou possível este maravilhoso convívio. Sem eles, sem a sua inestimável disponibilidade e vontade de bem receber nada disto seria possível. E por isso, no final, ouvíamos muitos dizer “para o ano cá estaremos”.
E os nossos braços estarão sempre abertos para os receber. Voltem sempre!

UPFC


Fotos de A. Domingos Santos e Carrilho Dias 
    

Sem comentários: