quarta-feira, 13 de junho de 2012

Ilda Reis (I)



Ilda Reis (Lisboa 1923 – 1998) ao longo de quase três décadas de actividade artística, produziu uma centena de gravuras e serigrafias, que marcaram profundamente a gravura portuguesa contemporânea. A retrospectiva da sua obra gráfica, dez anos após o seu desaparecimento, esteve patente na BNP (Biblioteca Nacional de Portugal) entre 14 de Outubro de 2008 e 17 de Janeiro de 2009, como oportunamente aqui demos notícia. 

Iremos recordar neste espaço algumas das suas obras, que se encontram depositadas na BNP.

Oriunda do Colmeal, era filha de Maria Adelaide e António Nunes dos Reis. Foi casada com José Saramago, ex-dirigente da União Progressiva da Freguesia do Colmeal e Prémio Nobel da Literatura.

Gravura “Penetração II, 1966” 
Lisboa, Espólio Ilda Reis 

Sem comentários: