quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Um Sonho na Madrugada


 
Um Sonho na Madrugada. Ensaio (Pensamento/Reflexão) é o título do último livro de Felisbela A. Fontes, de Ádela. Está de parabéns a autora, mas estão-no também todos os adelenses e colmealenses por mais esta obra de uma nossa amiga e conterrânea.

Tratando-se de um ensaio, nele a autora reflecte sobre as origens e o devir da Vida, e sobre os valores e sentimentos que determinam os modos de viver. Também sobre a sua própria caminhada existencial e de conhecimento: Quem é e que forma tem a força que me colocou aqui, quem fui, na verdade ontem, quem sou hoje, quem serei amanhã, qual o fim da minha meta? (P. 115) … Ser único, talvez à imagem do Criador? Tantas interrogações … Um silêncio que às vezes magoa (P. 120). Bem presente a Felisbela que um dia me dizia, a propósito da sua ida para Lisboa: “Eu sempre quis mais alguma coisa do que havia aqui”.

Num registo simultaneamente diacrónico e sincrónico, envoltos na madrugada dealbar e omnipresente de todas as coisas, encontramos no livro o passado, o presente e o futuro: o passado que é um encadeamento de múltiplos e variados valores e sentimentos que se interpenetram e contrapõem; o presente que é o ponto zénite da vida, a fronteira entre o passado e o futuro (P. 123); o futuro que está ainda para lá do tempo … (P. 120), e é o ontem, o hoje e o amanhã (P. 124).


Nesta busca incessante pelo códice da génese humana, como diz na introdução, a autora desvela-se e revela-se na construção metafórica e alegórica do edifício que paulatinamente cimenta com palavras e frases que, por vezes, soam a poesia. Um Sonho na Madrugada, tantos sonhos, tantas madrugadas …

Mas nada melhor do que o livro para se apresentar a si próprio e à autora. Leia-o. Poderá adquiri-lo nas livrarias ou em http://www.editorialminerva.com/, quando estiver disponível.

Lisete de Matos

Açor, Colmeal, 1 de Dezembro de 2011

Sem comentários: