domingo, 13 de novembro de 2011

Reforma da Administração Local


A Reforma da Administração Local assume-se como uma prioridade do actual Governo, baseada na proximidade com os cidadãos, fomentando a descentralização administrativa, valorizando a eficiência na gestão e na afectação de recursos públicos destinados ao desenvolvimento social, económico, cultural e ambiental das várias regiões do País e potenciando novas economias de escala.

Recebemos com pedido de publicação e divulgação junto dos nossos associados e de todos os Colmealenses (naturais/residentes na freguesia), um ofício da Junta de Freguesia do Colmeal informando da realização de uma reunião extraordinária da Assembleia de Freguesia com o objectivo de informar e discutir propostas do Documento Verde da Reforma da Administração Local.

A Assembleia de Freguesia terá lugar no próximo sábado, dia 19, pelas 15 horas, na sala de reuniões do edifício-sede da Junta de Freguesia do Colmeal.

Pela grande importância que se reveste o assunto a tratar, será do interesse de todos os Colmealenses a participação na referida reunião, onde poderão usar da palavra no espaço dedicado ao público.

O documento poderá ser consultado na íntegra em:


A participação de todos os Colmealenses é muito importante para que possamos contribuir para a manutenção da nossa Freguesia do Colmeal.


1 comentário:

Soito aldeia preservada disse...

A Assembleia Extraordinária de Freguesia da Freguesia do Colmeal, do passado dia 19/11, visando a análise ao nível da Freguesia e do Concelho, dos critérios sobre fusão / agregação de freguesias constantes do chamado “Documento Verde ..”, presidida pela Drª. Lisete Matos e contou com a participação da Junta de Freguesia, Câmara e Assembleia Municipal, colectividades da freguesia e muitas pessoas residentes.
A discussão muito participada e interessante vincou, claramente, o repúdio de todos os presentes face a qualquer possibilidade de extinção / agregação da nossa freguesia, uma vez que ficou demonstrado que as regras do citado documento sobre a matéria, designadamente a proximidade da sede do Concelho, medida em linha recta, não se adequam à realidade das zonas de montana como a nossa, devendo ponderar-se outros factores alternativos, tais como a distância por estrada / tempo médio da viagem, a ausência de transportes públicos, a dispersão das aldeias, o facto de boa parte do orçamento da junta ser constituído por resursos próprios e a importância da segunda habitação e pupulação flutuante.
Foi constituído um grupo de trabalho que irá elaborar um documento a aprovar em Assembleia de Freguesia, a realizar em breve, que em princípio irá propor a não aceitação de qualquer medida no sentido da extinção / agreagação, tendo em contas os argumentos supramencionados e outros que sustentem a necessidade de manutenção da nossa Freguesia.

António Duarte