terça-feira, 27 de dezembro de 2016

NATAL da União


Natal sem neve não é Natal. É o que muitos dizem a propósito desta quadra festiva.
A noite esgueirava-se devagar no seu silêncio por entre as luzes ainda acesas, dando lugar, pouco a pouco, ao Sol que lá ao longe tentava erguer-se e aparecer radioso no cimo das encostas, afugentando a névoa ainda sonolenta.




Na já tradicional festinha de Natal que a União Progressiva vem fazendo há décadas não houve neve. Mas houve calor humano, fraternidade, solidariedade, amor, alegria e boa disposição.
Foi no passado domingo, 11 de Dezembro, após a missa dominical.
O primeiro piso do Centro de Cultura e Convívio recebeu todos aqueles que se quiseram associar a esta iniciativa da União Progressiva. Sentiu-se a falta daqueles que nos deixaram mas que a saudade e a lembrança não deixam esquecer.
Assembleia e Junta de Freguesia, colectividades congéneres e um grupo animado e colorido do Góis Moto Clube marcaram presença no convívio, e trouxeram, mais uma vez, prendinhas para os mais pequenitos.









Depois do lanche, em que destacamos os excelentes bolos oferecidos por associadas da União, fez-se a entrega sempre tão esperada das prendas.








Da parte da tarde e como também já vem sendo hábito, deslocámo-nos à Cabreira, para na Unidade Residencial Sagrada Família, convivermos alguns momentos com os seus utentes e entregar-lhes uma pequenina lembrança.






A Direcção   

2 comentários:

Anónimo disse...

Bem cedo, já a Leonor, a Elisabete Almeida e o Artur preparavam o bufete. Mais tarde, mostravam-se particularmente animados o muito risonho Diniz e duas meninas: uma de tranças louras balançantes e outra também de tranças e vestido cor-de-rosa festivo. O Rodriguinho só o vi aninhado ao colo do pai. Falando dos mais velhos, de tão crescidos, quase não reconheci o Vasco e a Mariana, uma linda jovem. Também o Yuri está enorme e cada vez mais parecido com o pai, que lembrei, entre outros ausentes. Realmente, é de assinalar e agradecer a presença do Moto Clube de Góis, pela solidariedade e animação que trazem, com os seus barretes vermelhos.
Quando saí, já os organizadores, agora com colaborações adicionais, como a da Catarina, se preparavam para arrumar a sala, antes de seguirem para a Cabreira. Na sequência das anteriores, uma festa muito bonita. Obrigada.

Lisete de Matos

Anónimo disse...

Parabéns por darem continuidade a esta iniciativa.