quarta-feira, 8 de julho de 2015

As jóias do Minho, vistas por…

Armando Almeida teve a gentileza de nos enviar algumas fotos que tirou nos quatro dias em que fomos descobrir “As Jóias do Minho”. Aqui estamos a partilhá-las consigo.

Excelente panorâmica da verdejante envolvente, umas bonitas arrecadas minhotas, uma pausa no almoço na Pousada da Caniçada e um lago enorme de tranquilidade e beleza antes de continuarmos para visitar São Bento da Porta Aberta. Um pequeno apontamento do 1º dia.






  
Viana do Castelo recebeu-nos na manhã do 2º dia. Inquestionável a tomada de uma foto, que mesmo sem ser “à la minute”, registou o Ex-líbris local. Depois, já na rua conhecida como sendo a representativa da “Art Deco” uma guia simpática e sorridente aguarda pelo grupo. Uma estátua equestre do Beato Frei Bartolomeu dos Mártires, o chafariz quinhentista que partilhava o seu espaço com a feira medieval e uma imagem que dispensa quaisquer palavras. Antes de abalarmos para o almoço ainda tempo para registar a inauguração da nova Praça.







Quem em Ponte de Lima conseguiu resistir a trazer numa fotografia o belo conjunto figurativo do folclore local, onde não faltam os noivos, a música, a alegria, a dança e um sorriso numa cara bonita? E daquele conjunto escultórico representando a faina do dia-a-dia e a labuta pela vida no cultivo dos campos? Simplesmente maravilhosos e espectaculares e sempre a famosa ponte como pano de fundo.


   
Arcos de Valdevez com a sua Igreja barroca e ovalada de Nossa Senhora da Lapa foi um dos pontos obrigatórios da nossa visita assim como a sua ponte, que nos proporcionou fotografias autênticos postais. Depois e antes de volvermos a Braga, uma passagem por Soajo com os seus espigueiros comunitários.




Mas o dia, ou melhor dizendo, a noite não acabava com o jantar. Os festejos joaninos estavam em força na cidade e convidavam-nos a participar. E não nos fizemos rogados. Optámos pelo cortejo medieval e valeu a pena. E depois, a noite continuou.






Valença, Palácio da Brejoeira, Monção e Melgaço fizeram parte do roteiro do nosso 3º dia. Houve quem, com uma vista deslumbrante, se sentisse “conquistador” lá no alto das muralhas. Um palácio que nos prendeu nos seus encantos e recantos, em Monção a caminho do almoço e depois, em Melgaço, as aventuras e desventuras da subida e descida do seu castelo… brevemente num cinema perto de si… O sino não tocou, mas as caras não enganam.















Visitámos o Bom Jesus do Monte antes de nos deliciarmos com uma passagem pelo centro histórico da cidade que é muito justamente considerada a capital do Barroco em Portugal. Cabeçudos e bombos na hora do adeus a Braga. E depois do almoço viemos mesmo embora. Com a chegada do Verão… também nós chegámos a Lisboa.










A. Domingos Santos
Fotos de Armando Almeida      

2 comentários:

Anónimo disse...

Futuro invejável, o vosso, como repórteres de notícia e imagem! Obrigada pela partilha.

Lisete de Matos
Açor, Colmeal.

Anónimo disse...

Parabéns ao Armando Almeida. Fotos lindas. Muito obrigada,
Margarida Faria