sábado, 7 de março de 2015

Manuel Martins dos Santos



Manuel Martins dos Santos nasceu no pequeno casal de Foz da Cova, próximo da Malhada, em 25 de Agosto de 1931. Filho de Manuel Martins Almeida e de Providência de Almeida Santos cedo “teve que se fazer à vida” rumando a Lisboa onde trabalhou na extinta Companhia dos Telefones. Sempre ligado às suas origens a elas se dedicou com mais intensidade depois de se reformar.

Elemento preponderante e sempre muito interessado e disponível na Comissão de Melhoramentos de Malhada e Casais e também na União Progressiva da Freguesia do Colmeal, onde nestas três últimas décadas desempenhou vários cargos.
Foi Relator e Vogal do Conselho Fiscal entre Março de 1985 e Maio de 1992, Vogal e Secretário da Delegação entre Março de 1994 e Abril de 2001, Segundo Secretário da Direcção de Fevereiro de 2005 a Março de 2011, tendo passado a Vice-presidente nesta data. Desde Março de 2013 que desempenhava o cargo de Tesoureiro na Delegação da União no Colmeal.

Os anos não pareciam passar por ele. Era impressionante a sua vitalidade. Na preparação das caminhadas e depois como participante não evidenciava quaisquer sinais de cansaço, sempre na primeira linha para trabalhar nas diversas tarefas das festas e dos piqueniques, nos torneios da malha e nos campeonatos da sueca, presença assídua em todas as actividades que a União Progressiva realizava. Um exemplo de militância na causa regionalista.

Nestes últimos anos teve também uma presença particularmente activa no campo da política, desempenhando vários cargos não só a nível da Freguesia do Colmeal como a nível concelhio.

Costumava dizer que “tinha a mesma idade da União”. Que ele hoje deixou. Vamos sentir a sua falta. O Manuel vai-nos fazer muita falta. Até sempre!

A Direcção da UPFC



3 comentários:

Anónimo disse...

Conheci o senhor Manuel na Assembleia de Freguesia do Colmeal, onde apreciei muito o seu modo de ser e estar. Agradeço à vida as muitas pessoas boas que conheci, de quem muito gosto ou gostei. O senhor Manuel esta(va) entre, elas. Beijos e um abraço muito, muito solidário à família.
Lisete de Matos
Açor, Colmeal

Unknown disse...

Tenho muita pena que o Sr Manuel nos tenha deixado tão prematuramente, mas a vida é mesmo assim, os meus sinceros pêsames, em particular para a família e de uma forma geral para todos que partilhavam com ele os espaços da sua terra que sempre amou e que sempre se mostrou disponível para ajudar, para promover e até preservar, em muitos aspectos tratando-se da Alma Mater da Fé regionalista local nunca regateando esforços para que as actividades acontecessem.Por tudo isso muito obrigado Sr. Manuel Martins dos Santos e Que descanse em Paz.

Sérgio Moreno
S. Domingos de Rana

Anónimo disse...

"Nunca choraremos o bastante quando vemos o gesto do Criador ser impedido..."
Estou chocado !!! Além de tudo, perdi um bom amigo. Gosto/ei de um excelente Homem, de coração grande, de alma aberta e sorriso franco, sempre pronto para distribuir um pouco do Bom que dele emanava.
Fomos uns privilegiados enquanto convivemos com ele. Se tinha, vou ter muitas mais saudades.
Fique em paz e com Deus, Sr. Manuel da Eira. Num qualquer dia e num qualquer sítio, encontrar-nos-emos para pôr a conversa em dia...
À família, um abraço solidário.

A. Magalhães Pinto / Clélia Pinto
Senhora da Hora