segunda-feira, 30 de março de 2015

CAMINHADA


Foi assim em 2008. O tempo passa tão depressa e nem acreditamos que foi já há sete anos que vivemos um dia ímpar e espectacular nas nossas vidas e na nossa região.
Trilhos da Ribeira de Ádela/Caminhos da Escola” foi uma organização conjunta e envolveu a colaboração de várias entidades – União Progressiva e Junta de Freguesia do Colmeal, Comissão de Melhoramentos de Ádela, Associação Amigos do Açor, Centro Social, Comissão de Melhoramentos e Junta de Freguesia de Cepos.

“A escola primária, aquela antiga Escola Primária ali estava de portas abertas para receber de novo os alunos, os seus alunos, que décadas atrás se sentavam nas carteiras para aprender as primeiras letras, a tabuada, os rios e os seus afluentes, as serras, as paragens e os apeadeiros dos comboios, os reis e os seus cognomes, enfim, o que se ensinava e o que tinha que se aprender.” (A Comarca de Arganil, 13Mai2008)




















Café da avó e filhós, numa gentileza do Centro Social, aguardavam os forasteiros que depois se foram esgueirando até Chã da Cabeça, alongando a fila na descida para Ádela até à paragem para reagrupamento e retempero de forças na aldeia de Açor numa simpática recepção da sua Associação, corporizada pela Lisete de Matos e pelo Amílcar de Almeida. Autêntico banquete que a todos surpreendeu e encantou. Depois, foi a continuação até ao Colmeal para o almoço e para a confraternização.

Tal como há sete anos atrás, iremos reeditar o percurso quase na totalidade. As avós dos Cepos vão presentear os participantes com o seu belíssimo café, o “café da avó” e também com as deliciosas filhós como só elas sabem fazer. 

A caminhada “Pelas lendas da Levada dos Mouros”, que se irá realizar no próximo dia 2 de Maio (sábado) aproveitando o fim-de-semana prolongado, terá este ano a colaboração das novas Juntas de Freguesia de Cepos e Teixeira e de Cadafaz e Colmeal, que nos garantirão a necessária limpeza de alguns troços do percurso, Comissão de Melhoramentos de Ádela, Associação Amigos do Açor, União Progressiva da Freguesia do Colmeal e Câmara Municipal de Góis que cederá o transporte para que do Colmeal possamos levar os participantes até Cepos.

No dia 2 de Maio os participantes deverão reunir-se no Colmeal pelas 8 horas, no Largo D. Josefa das Neves Alves Caetano a fim de tomarem o transporte para os Cepos onde a caminhada terá início cerca das 9 horas. Quem o desejar poderá, pela sua localização, ir directamente para os Cepos. No final haverá retorno garantido.

Solicitamos que procedam à inscrição o mais cedo possível, indicando se participa na caminhada ou se apenas no almoço-convívio, para que possamos garantir a qualidade indispensável numa iniciativa como esta.
As inscrições poderão ser feitas junto da União de Freguesias de Cepos e Teixeira, da Comissão de Melhoramentos de Ádela, Associação Amigos do Açor e, naturalmente, junto da Delegação da União Progressiva no Colmeal – José Álvaro, Catarina e Tiago Domingos, pelos telefones 235761490 (noite), 967549505, 933344904 e 965344190.

A inscrição será de 10 euros. As crianças dos 4 aos 10 anos pagarão apenas 50%.

A UPFC e as restantes entidades envolvidas esforçar-se-ão para proporcionar uma jornada de excelente e são convívio a todos os participantes. A máquina fotográfica será um equipamento obrigatório para além, naturalmente, do calçado apropriado e da roupa leve, de uma cobertura para a cabeça e de uma garrafa com água.
E não esqueça o cajado.

Segundo reza a lenda, a Levada dos Mouros sairia de Cavaleiros ou da Ponte de Cartamil, atravessava Cepos, entrava no Colmeal junto à Ribeira de Ádela e seguia sempre ao lado dessa ribeira até ao Colmeal, onde passaria  pelo Porto Ribeiro, Largo, Senhor da Amargura e Sobral. … A Ribeira de Ádela começa por baixo do Açor, onde se juntam as duas que vêm de Ádela (Ribeira da Fonte Salgueira e do Sangrinheiro). Para uma mais completa informação sugerimos uma consulta em Concelho de Góis Memórias onde encontrarão um excelente trabalho de pesquisa desenvolvido pelo Eng. Nogueira Ramos.

Nas duas aldeias, Ádela e Açor, existem algares atribuídos aos Mouros, mas que, em princípio, resultarão de exploração mineira romana. No Açor, um algar situa-se nos Poços, junto à fonte e a propósito conta-se uma lenda: uma pessoa sonhou três noites seguidas que, naquele lugar, havia um tesouro. Quando foi procurar o tesouro, encontrou, à entrada do algar, uma moura encantada que estava a costurar, utilizando uma tesoura em ouro. Ao ver a pessoa, a moura ficou desencantada, desapareceu e o ouro transformou-se em ferro.

Em Ádela há vários algares. Esperamos poder passar perto de um durante o percurso.
A Comissão de Melhoramentos de Ádela vai receber os participantes na passagem pela sua aldeia, onde se fará o reagrupamento e uma breve “recuperação das forças”, porque depois, rumaremos ao Açor a caminho do almoço no Parque de Merendas das Seladas, no Colmeal.

“Os nossos trilhos, os da Ribeira de Ádela, estão à espera que os voltemos a descobrir para que ao percorrê-los de novo, possamos reavivar a meninice guardada nas gavetas e baús das memórias de cada um de nós.” (Lisete de Matos, “Os nossos trilhos…” blogue da UPFC, 19Abr2008)
Também em A Comarca de Arganil de 15Mai2008, Lisete de Matos apresentou um seu “olhar” sobre a caminhada “Trilhos da Ribeira de Ádela”, num excelente texto com uma abordagem muito interessante sobre o social e o económico, a flora e a fauna. Um “olhar” muito atento e pormenorizado que merece ser lido, o que poderá fazer em Concelho de Góis Memórias.   

A sua participação será fundamental para o sucesso desta iniciativa.
Venha! Conte connosco! Nós contamos também consigo!

A Organização

Fotos dos Arquivos da UPFC

sábado, 7 de março de 2015

Manuel Martins dos Santos



Manuel Martins dos Santos nasceu no pequeno casal de Foz da Cova, próximo da Malhada, em 25 de Agosto de 1931. Filho de Manuel Martins Almeida e de Providência de Almeida Santos cedo “teve que se fazer à vida” rumando a Lisboa onde trabalhou na extinta Companhia dos Telefones. Sempre ligado às suas origens a elas se dedicou com mais intensidade depois de se reformar.

Elemento preponderante e sempre muito interessado e disponível na Comissão de Melhoramentos de Malhada e Casais e também na União Progressiva da Freguesia do Colmeal, onde nestas três últimas décadas desempenhou vários cargos.
Foi Relator e Vogal do Conselho Fiscal entre Março de 1985 e Maio de 1992, Vogal e Secretário da Delegação entre Março de 1994 e Abril de 2001, Segundo Secretário da Direcção de Fevereiro de 2005 a Março de 2011, tendo passado a Vice-presidente nesta data. Desde Março de 2013 que desempenhava o cargo de Tesoureiro na Delegação da União no Colmeal.

Os anos não pareciam passar por ele. Era impressionante a sua vitalidade. Na preparação das caminhadas e depois como participante não evidenciava quaisquer sinais de cansaço, sempre na primeira linha para trabalhar nas diversas tarefas das festas e dos piqueniques, nos torneios da malha e nos campeonatos da sueca, presença assídua em todas as actividades que a União Progressiva realizava. Um exemplo de militância na causa regionalista.

Nestes últimos anos teve também uma presença particularmente activa no campo da política, desempenhando vários cargos não só a nível da Freguesia do Colmeal como a nível concelhio.

Costumava dizer que “tinha a mesma idade da União”. Que ele hoje deixou. Vamos sentir a sua falta. O Manuel vai-nos fazer muita falta. Até sempre!

A Direcção da UPFC



sexta-feira, 6 de março de 2015

União prepara Assembleia-Geral


A Direcção da União Progressiva da Freguesia do Colmeal prepara-se para prestar contas aos seus sócios do que foi a sua actividade nos anos de 2013/2014.
A Assembleia-Geral, conforme Convocação já enviada aos associados, vai realizar-se no próximo dia 24 de Março na Casa do Concelho de Góis -  Rua de Santa Marta, 47 R/c Dtº,  em Lisboa, pelas 20 horas e 30 minutos.

É muito importante para todos nós, que continuamos apostados em manter viva a chama do regionalismo e a prosseguir esta tarefa tão nobre iniciada pelos nossos pais e avós há mais de oito décadas, podermos contar com a sua presença e intervenção nesta reunião magna.

A União Progressiva da Freguesia do Colmeal é a mais antiga associação regionalista da nova freguesia e uma das mais antigas do concelho de Góis, o que muito nos orgulha e nos trás responsabilidades acrescidas.

São fundamentais e muito importantes a sua presença e participação na eleição dos novos corpos sociais que irão assegurar a continuidade da sua/nossa associação regionalista para o próximo biénio.

Esperamos por si!


A Direcção