segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

COLMEAL - A UNIÃO PROGRESSIVA VAI AO MINHO

Venha connosco às Jóias do Minho





É este o convite que lhe fazemos. Venha connosco às Jóias do Minho.

A União Progressiva da Freguesia do Colmeal preparou para os seus associados, familiares e amigos, um extraordinário passeio onde iremos descobrir e apreciar as autênticas e fabulosas Jóias do Minho, de 18 a 21 de Junho próximo.

Aqui estamos a propor-vos um detalhado programa de quatro dias em que nos iremos maravilhar com as cidades, vilas, monumentos e as deslumbrantes paisagens que encontraremos à nossa passagem. Agradecemos que proceda à sua inscrição tão cedo quanto possível para os contactos habituais: António Santos – 962372866, Maria Lucília – 914815132 / 218122331 ou Artur Fonte - 938663279.

18 Junho (1º dia – 5ª Feira)
Lisboa – Póvoa do Lanhoso – Gerês – São Bento da Porta Aberta – Braga
Partida às 7 horas de Sete Rios com destino a Póvoa do Lanhoso para visita a uma das jóias do Minho o “Museu do Ouro“. A ideia da criação de um museu da ourivesaria em Travassos data dos anos 80 e resulta dos esforços de um ourives - Francisco de Carvalho e Sousa - que ao longo de 50 anos de actividade foi recolhendo espólio e documentação, formando uma colecção importante. Continuação até à Caniçada.
Almoço na Pousada do Gerês, localizada em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês, entre florestas exuberantes, cascatas de água translúcidas e paisagens inesquecíveis. A Pousada situa-se num autêntico miradouro debruçado sobre a barragem da Caniçada, em pleno Rio Cávado. Ao fundo avista-se o fim do território Português, começando o território Espanhol. Após o almoço iremos passear um pouco pelo Gerês, uma das Regiões Naturais de Portugal mais atractivas, considerada pela Unesco como Reserva Mundial da Biosfera e a única área em Portugal classificada como Parque Nacional. Paragem em São Bento da Porta Aberta, para visita ao Santuário. Ao final do dia chegada a Braga ao Hotel Mercure Braga Centro ****. Jantar no hotel, após o que daremos um passeio a pé pela cidade.

19 Junho (2º dia – 6ª Feira)
Braga – Viana do Castelo – Ponte de Lima – Arcos de Valdevez – Soajo - Braga
Pequeno-almoço. Partida para Viana do Castelo, onde chegar ao Alto do Monte de Santa Luzia por elevador é uma experiência a não perder. Sete minutos e 600 metros depois, alcança-se o topo. E lá no alto, um panorama deslumbrante, sobre a cidade, a foz do rio Lima, a ponte metálica do caminho-de-ferro, construída sob a direcção de Eiffel, em 1878, e uma boa parte do litoral minhoto. Visita à Basílica do Sagrado Coração de Jesus, cuja imponência domina todo o monte. Regresso ao centro para conhecer um pouco mais desta bonita cidade minhota. Paragem na Pastelaria Dantas, para beber um café ou chá acompanhado de um bolo. Continuação até à vila mais antiga de Portugal: Ponte de Lima, localizada no vale do Lima. Passeio pelo centro. Almoço em restaurante. Seguidamente visita de Arcos de Valdevez, vila que nasceu ao longo do rio Vez, e muito próxima do Parque Nacional da Peneda-Gerês. Visita ao centro e à Igreja barroca de Nossa Senhora da Lapa. Visita de Soajo com destaque para os espigueiros de granito onde se guardavam cereais, que os tornam a principal atracção turística da vila. Aproveite para passear pelas ruas que descem ao longo de antigas levadas de pedra, ver o pelourinho, as Brandas e Inverneiras, casas temporárias na serra. Regresso a Braga ao final do dia. Jantar no hotel. Alojamento.

20 Junho (3º dia – Sábado) 
Braga – Valença – Monção – Melgaço - Braga
Pequeno-almoço. Partida em direcção a Valença, onde será efectuada uma breve paragem e continuação até Monção para visita ao Palácio da Brejoeira, monumento nacional desde 1910 e à Quinta com o mesmo nome, composta por 30 hectares. Durante a estadia será efectuada visita ao interior do Palácio, Capela, Jardins, Bosque, adega antiga e vinhas e no final desfrutarão de uma prova de vinho Alvarinho Palácio da Brejoeira. Breve visita do centro de Monção e partida para Melgaço. Almoço em restaurante. Melgaço é um roteiro obrigatório para apreciadores e especialistas gastronómicos, já que aqui sobrevivem usos e costumes que conferem aos produtos locais características de requintado e irresistível sabor. Após o almoço visita de Melgaço, que, localizada na fronteira espanhola se orgulha do rico património histórico, cultural e arquitectónico, inserido no Parque Nacional da Peneda-Gerês. Oportunidade ainda de apreciar alguns dos vários produtos típicos da região, onde se destacam a tecelagem em Linho, a tecelagem em Lã (mantas e tapetes), as alfaias agrícolas e os canastros que constituem alguns dos artigos que fazem parte da história secular do concelho. Regresso a Braga ao final do dia. Jantar no hotel. Alojamento.

21 Junho (4º dia – Domingo) 
Braga – Lisboa
Pequeno-almoço. Visita do conjunto arquitectónico do Bom Jesus do Monte, ex-libris da cidade de Braga. Subida no elevador do Bom Jesus, classificado como monumento de interesse público e descida a pé. Regresso a Braga e visita daquela que é considerada a capital do Barroco em Portugal. Passagem pelo seu centro histórico, com destaque para a Sé de Braga, construída nos séculos XI e XII, e onde se encontra outra jóia do Minho, o “Tesouro“ no seu Museu. Continuação pelo jardim da Avenida Central, onde se vislumbra a fachada da Igreja dos Congregados. Almoço em restaurante. Partida para Lisboa onde se chegará ao final do dia.

Condições:
Preço por participante em Quarto Duplo: Sócio/cônjuge: 397,50 €; Não sócio: 422,50€; Suplemento - Quarto Single: 75,00€
Pagamentos: 100,00€ em Fevereiro, Março e Abril. O restante até 31 de Maio.
NIB da UNIÃO no Banco BPI: 0010 0000 3254 3590 0015 4
Serviços incluídos:
Autocarro de turismo para o itinerário; 3 noites de alojamento no Hotel Mercure Braga Centro em regime de pequeno-almoço; 7 refeições com bebidas incluídas: 4 almoços + 3 jantares; Snack (bolo e chá ou café); Acompanhamento guia durante a viagem; Seguro de viagem; Visitas e entradas mencionadas no itinerário (inclui prova de vinho no Palácio da Brejoeira); Carteira documentação com informação de viagem e mapa; Bolsa de viagem; Taxas hoteleiras, de turismo, serviço e IVA.

A DIRECÇÃO DA UPFC

Sem comentários: