segunda-feira, 28 de abril de 2014

Venha connosco a Trás-os-Montes


Foi com este título que recentemente a União Progressiva da Freguesia do Colmeal deu conhecimento aos seus sócios de uma viagem ao Nordeste Transmontano, que será realizada entre os dias 12 e 15 de Setembro.

Prevista inicialmente para um grupo de 40 participantes, quase de imediato nos vimos obrigados a solicitar mais vinte lugares. A procura excedeu largamente a oferta, o que para nós é muito gratificante. Se ainda não se inscreveu, poderá fazê-lo na expectativa de alguma desistência.

O programa é muito completo e aliciante. Inclui todas as refeições (com bebidas), bem como as visitas e entradas em museus e ainda um cruzeiro no Douro Internacional.

  


A viagem em combóio até ao Porto prosseguirá até Peso da Régua. Após o almoço faremos uma visita ao Palácio de Mateus. Em Bragança iremos jantar e pernoitar.
No segundo dia rumaremos a Miranda do Douro onde visitaremos o Museu da Terra instalado na antiga Domus Municipalis, com colecções arqueológicas de diversos períodos históricos e uma significativa mostra etnográfica da região, e a Sé Catedral, monumento renascentista onde no seu retábulo se destaca a enigmática figura do Menino Jesus da Cartolinha. Podemos, ao passearmos pelas ruas, ser surpreendidos pelo “mirandês”, língua que só se fala na região. Ao almoço poderemos saborear a afamada “posta à Mirandesa” e apreciar o folclore local com uma actuação dos Pauliteiros de Miranda. O cruzeiro ambiental que a seguir faremos no Parque Natural do Douro ficará gravado para sempre nas nossas retinas e nas nossas memórias. No final e antes do regresso a Bragança para jantar e dormir haverá tempo para degustar um vinho do Porto e assistir a uma exibição didáctica e interactiva com aves de rapina.


O terceiro dia vai ser integralmente dedicado à cidade de Bragança, localizada no extremo nordeste de Trás-os-Montes. Passeio pedonal pelo centro histórico e visitas à Sé, Castelo, Museu Militar, Museu Ibérico da Máscara e do Traje e ainda ao Museu Abade de Baçal. Após o almoço haverá tempo livre para se apreciarem os produtos manufacturados na região, como sejam a cestaria, trabalhos de cobre e os linhos.


No último dia, partiremos para Mirandela, cidade situada nas margens do tio Tua onde se destaca a sua ponte medieval. Depois, Murça com a sua lendária estátua da “Porca de Murça”. Visita ao núcleo museológico da Cooperativa dos Olivicultores seguindo para Peso da Régua onde o almoço espera por nós. No Museu do Douro vamos ter oportunidade de ficar a conhecer um pouco mais do seu património histórico: território, o rio, a vinha, o vinho, a fauna, os rabelos e as quintas seculares. No combóio regional regressaremos ao Porto e no Alfa voltaremos a Lisboa.

Não esqueça a sua máquina fotográfica. Estamos confiantes de que serão quatro dias espectaculares. Para nós é um privilégio ter a sua companhia neste passeio.

UPFC

Cores de Outono











A nossa região serrana caracteriza-se e é apreciada pelas suas magníficas paisagens, diferentes consoante a estação do ano. Todas elas com o seu encanto muito próprio. As nossas encostas apresentam-se nestas fotos com a multicolorida roupagem própria de um Outono quase a despedir-se. 
Visite-a sempre que possa e mostre-a aos seus amigos. Eles vão adorar.


Fotos de A. Domingos Santos

CANOAGEM NO CEIRA 2014



Mais uma vez se realizou o encontro de canoagem no Colmeal. O tempo chuvoso que se fez sentir nos dias anteriores conseguiu manter um caudal apreciável para uma descida que decorreu sem quaisquer problemas e sempre num ambiente de boa disposição e grande companheirismo.











No primeiro dia o percurso teve início no Vale Pardieiro, mas só os mais afoitos se atreveram a entrar e a atravessar o túnel escavado por baixo da pequena localidade, que os valentes canoístas já baptizaram de “combóio fantasma”. O Sol esteve sempre presente dando assim uma ajuda preciosa para o brilhantismo do encontro. Com uma pequena paragem à Ponte e depois na aldeia da Candosa, para uns minutos de merecido descanso e retempero de energias, os canoístas continuaram até à Cabreira, final deste primeiro dia. Durante cerca de 17 quilómetros e passadas quase seis horas, os entusiastas da canoagem que se deslocaram de diversas localidades como Sines, Braga, Almada, Cabeção, Odivelas, Lisboa, Coimbra, Coina, Leiria ou Góis rumaram ao Colmeal para se deliciarem com um espectacular menú preparado pelo Chef Carlos Dias. Paté de atum como entrada, sopa de peixe, bacalhau á Gomes de Sá e sobremesas variadas. Uma ementa a merecer muitas estrelas…






A todos os participantes o meu grande e sincero bem-haja pela sua presença em mais esta iniciativa. Muitos têm estado connosco desde a primeira descida, já lá vão alguns anos. Outros vieram pela primeira vez. Ficaram encantados com a beleza das nossas paisagens, com a qualidade e limpidez da água do rio e com a simpatia das gentes serranas. O meu muito obrigado à União Progressiva da Freguesia do Colmeal pelo apoio que nos deu e pelo entusiasmo que nos transmitiu para levarmos por diante esta iniciativa e á Junta da União das Freguesias de Cadafaz e Colmeal nas pessoas do seu presidente e do seu secretário, que foram incansáveis no apoio a toda a logística bem como na limpeza de alguns troços do rio.



No domingo procedemos a uma outra descida, num percurso mais pequeno mas também muito agradável, de Góis até Serpins. Ainda voltámos ao Colmeal para o sempre apreciado esparguete com frango… e arrumar a casa da Eira.
Depois, foi o regresso de cada um a suas casas. A promessa de voltar para o ano foi feita. Há-de ser cumprida. Vamos trabalhar para isso.

Um grande abraço do Mário Martins. 

Fotos cedidas por Carlos Dias