quinta-feira, 23 de agosto de 2012

JOSEFINA ALMEIDA expõe em Góis





Natural de Açor (freguesia de Colmeal) onde nasceu em 28 de Dezembro de 1937, Josefina Almeida, filha de Brancaflor Almeida Paula e de Jaime Martins de Almeida, apresenta-nos a sua mais recente colectânea de pinturas – Vivências e Convivências, numa exposição que no passado dia 17 de Agosto foi inaugurada pela Presidente da Câmara Municipal de Góis, Dr.ª Maria de Lurdes Oliveira Castanheira, no Espaço de Exposições Temporárias do Posto de Turismo Municipal.


Como se pode ler na pagela distribuída e que se encontra disponível para o público, “Josefina Almeida é uma pintora autodidacta que vem dedicando algum do seu tempo livre às actividades plásticas e escrita, pinta a óleo e acrílico, borda sobre linho e escreve poesia.”



O Espaço de Exposições Temporárias mostrou ser demasiado acanhado para receber todos os que se quiseram associar a esta inauguração. Presidente e Vice-presidente da Câmara, presidentes de Juntas de Freguesia, dirigentes de colectividades regionalistas da freguesia do Colmeal, imprensa regional, familiares e amigos de Josefina Almeida lotaram por completo o Posto de Turismo.


Era indisfarçável a satisfação da pintora com tantos amigos perto de si, mas era também perceptível um certo nervosismo escondido pela responsabilidade que sempre envolve a abertura de uma exposição.



Maria de Lurdes Castanheira dirigiu palavras de felicitação a Josefina Almeida, realçando o seu percurso, não só no campo da pintura como no da poesia incentivando-a a continuar. Agradeceu a sua presença nas várias iniciativas artísticas do Município em que tem participado, nomeadamente o GÓISARTE. A exposição era mais uma prova do quanto a Câmara de Góis, sempre disponível para acolher a arte e os seus autores, se interessava pela vertente da cultura e de divulgar os artistas do concelho. Definiu as cores da pintora como outonais e muito do seu agrado, tendo manifestado especial interesse pela tela “Consequência”, alusiva ao flagelo dos incêndios.



Josefina Almeida, com o seu sorriso bonito e alguma emoção, numa breve intervenção, agradeceu a todos o terem vindo e muito em particular as palavras proferidas pela Senhora Presidente da Câmara Municipal de Góis.


Lisete de Matos, irmã da artista, deu os parabéns e agradeceu-lhe ser quem é, dedicada e devotada aos outros, sublinhando a determinação com que tem perseguido a concretização dos desígnios e sonhos que a infância e juventude lhe recusaram. Agradeceu ao Município a disponibilidade para acolher os artistas, isto é, as pessoas que têm a capacidade de produzir beleza e de a partilhar connosco, nestes tempos que dela – da beleza – tanto precisam, assim lhes proporcionando um espaço de reconhecimento público da sua obra, o que, seguramente, constitui para eles um incentivo para continuar. 

António Domingos Santos, que se encontrava acompanhado de vários dirigentes da União Progressiva da Freguesia do Colmeal, congratulou a Câmara Municipal de Góis na pessoa dos seus responsáveis presentes e a pintora Josefina Almeida por mais esta exposição. A União sempre acarinhou e incentivou os seus associados que se manifestam nos diferentes domínios da cultura, o que tem sido visível em muitas das iniciativas que têm promovido.






  
Seguiu-se uma observação mais pormenorizada e explicada de cada uma das telas que enchiam por completo o Espaço de Exposições Temporárias.

A pintora expõe desde 2004 e conta no seu currículo com uma já vastíssima participação em exposições individuais e colectivas. Referiremos apenas algumas: Arganil – Casa Municipal da Cultura (2004 e 2006); Góis – Posto de Turismo (2004); Soito – Colmeal (2005); Lisboa – Delyart (2007); Lousã – Biblioteca Municipal (2006); INATEL – Lisboa (2007); Góis – GÓISARTE (2007); Galiza – Oroso (2007); UPFC – Colmeal (2008); Açor – Colmeal (2008); Tábua – Biblioteca Municipal João Brandão (2008); Arganil – Casa Municipal da Cultura (2008, 2009 e 2012); Casa do Concelho de Góis – Dia da Freguesia do Colmeal (2009); Góis – Posto de Turismo (2009) e Lisboa – Junta de Freguesia da Penha de França (2011).

Também na vertente que vem dedicando à Poesia, tem alguns poemas seus publicados em colectâneas, como a Antologia de Poesia Contemporânea – Edições Orpheu, Lisboa, 1988, 1989, 1990 e 1991; Antologia de Poesia Erótica Contemporânea, da mesma editora, 1989. Integra ainda o Dicionário de Autores da Beira Serra, de João Alves das Neves – Dinalivro, Lisboa, 2008.

No ano transacto, em 16 de Julho, participou no II Encontro de Poesia Popular “A Natureza da Serra”, integrado no GÓISOROSOARTE e que teve lugar na renovada aldeia de xisto de Aigra Nova.

Parabéns Josefina Almeida por mais esta exposição e pelo apego que vem dedicando às artes nas suas diferentes vertentes.

Esta Exposição estará patente ao público até ao próximo dia 31 de Agosto. No Espaço de Exposições Temporárias do Posto de Turismo Municipal, em Góis. Não deixe de a visitar.

UPFC
Fotos de António Santos


1 comentário:

Anónimo disse...

Vivências e convivências lembradas e tornadas presentes, revelando marcas e raizes, transportando beleza e serenidade; apaziguamento, como a autora! Bem hajas e parabéns.

Parabéns também à UPFC, pelo acolhimento e carinho com que trata as iniciativas dos seus associados e pelo papel que tem desempenhado em prol da afirmação identitária da freguesia.

Lisete de Matos

Açor, Colmeal, 24 de Agosto de 2012.