quarta-feira, 11 de abril de 2012

Jornal de Arganil – o regresso desejado



Recebemos hoje, novamente, o Jornal de Arganil. Foi uma agradável surpresa. Assim como deixou de aparecer… regressou esta quarta-feira, tal qual aquele parente, aquele amigo que nos deixou sem um aviso, que nunca deu notícias e que um dia achou por bem bater-nos à porta e dizer-nos “VOLTEI!”.

Tínhamo-lo visto/recebido pela última vez em finais de Setembro do ano passado, três ou quatro dias antes do almoço de aniversário comemorativo dos oitenta anos da nossa Colectividade, a União Progressiva da Freguesia do Colmeal. Em 9 de Outubro enviámos um apontamento sobre o que foi esse grande dia para todos nós. Aguardámos pela sua publicação. Que não veio.

A surpresa veio hoje, pela manhã. O filho pródigo regressou. Do Editorial, assinado pela sua Directora Maria da Conceição Oliveira, transcrevemos “… O Jornal de Arganil foi dos últimos jornais regionais a ser composto manualmente…
Enfrentou as dificuldades que afectaram todo o sector, e que levaram ao encerramento de muitas edições de âmbito regional, até ao seu limite, mas, a partir de Outubro de 2011, suspendeu, também ele, a sua publicação.
Mas se o Outono trouxe o cair da folha, o Inverno a hibernação, a Primavera vai acompanhar o renascer. Foram muitos os que sentiram a falta desta companhia, para além de nós. Foi graças ao seu entusiasmo, à concretização do seu apoio e ao seu incentivo, que decidimos aceitar o desafio de contrariar este nevoeiro de angústia que paira sobre a Serra do Açor.
A Região merece, tanto os que nela habitam (cada vez menos), como os que, de longe, não a esquecem. A decisão foi tomada e retomamos a edição semanal do Jornal de Arganil.
… Certamente as novas tecnologias permitem-nos uma comunicação rápida, solta, dinâmica, que também nós gostamos. Uma edição impressa, essa, exige precisão, aplicação, gosto, muito trabalho e investimento. O que fica impresso não desaparece. O que “postamos” voa para o passado e não torna, mesmo que fique guardado no coração de cada um; o que imprimimos pode ficar guardado até na nossa gaveta do esquecimento porque temos a certeza que, sempre que quisermos, o podemos desdobrar.
O projecto do Jornal de Arganil é disponibilizar ambos os meios, que se complementam; mas começamos pelo nosso octogenário, que já acompanhou tantas gerações. Para que este vingue, não basta a nossa insistente vontade, temos que ter quem o deseje receber. Sem este vosso Gosto!, nada feito.
… Apesar dos tempos difíceis que todos vivemos, acreditamos que temos o apoio dos que acreditam que o espírito que levou os nossos antepassados a ultrapassarem as mais duras formas de vida, nas suas aldeias e vilas, nas grandes cidades e por esse mundo fora, esse, continua a correr nas nossas veias. Que nos sirvam de exemplo a força destes montes, rochedos e rios.
Contamos convosco para divulgar esta vida que, no fundo, é muito nossa e preciosa.”

A União Progressiva da Freguesia do Colmeal saúda este regresso com muita alegria. O vazio causado pela sua ausência (forçada) terminou. Todos nós temos a obrigação de o acarinhar e de o ajudar a prosseguir na sua caminhada, já longa, de 87 anos.

A. Domingos Santos

1 comentário:

Anónimo disse...

Aproveito para manifestar a minha alegria pelo ressurgimento de O Jornal de Arganil e o meu agradecimento aos que o tornaram possível. Todos não serão de mais para agarrar a palavra e dar voz à região. Muito, muito sucesso e uma longevidade futura pelo menos tão grande quanto a passada.

Lisete de Matos

Açor, Colmeal