domingo, 15 de abril de 2012

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios



Na próxima 4ª feira, dia 18 de Abril, pelas 21 horas, no Centro Histórico da Vila de Góis (Café “O Pombalinho” - Rua do Celeiro) não deixe de assistir e participar na Tertúlia Cultural subordinada ao tema “PATRIMÓNIO. NOVOS DESAFIOS”.

Trata-se de uma acção integrada no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, e visa promover a discussão e/ou debate acerca da temática do património, em todas as suas vertentes, tendo em conta as realidades nacionais e locais, bem como a necessidade premente de protecção e salvaguarda desse mesmo património.

Será moderadora a Dr.ª Lisete Matos, do Açor (Colmeal).

Mais de 500 actividades vão marcar, no País, a 18 de Abril, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. Cerca de 304 entidades e 113 autarquias, entre as quais a de Góis, associam-se ao IGESPAR IP (Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico) e ao ICOMOS Portugal (Comissão Nacional Portuguesa do Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios) nas comemorações deste ano, subordinadas ao tema “Do Património Mundial ao Património Local: proteger e gerir a mudança”.

Assinalando o 40º aniversário da Convenção do Património Mundial da UNESCO – a partir da qual se instituiu a lista do Património Mundial – o tema deste ano pretende chamar a atenção para o complexo desafio que hoje se coloca à protecção e gestão do património, numa época de marcada globalização económica e cultural, de profundas transformações sociais e de mudança de paradigmas. As novas abordagens aos novos desafios que se colocam à salvaguarda do nosso património, e à boa gestão dos inevitáveis processos de mudança são o mote essencial para as actividades que irão decorrer.

Participe, divulgue e proteja o património que é de todos.

1 comentário:

Anónimo disse...

Não deixem de apreciar o trabalho de inventariação do património arquitectónico e urbanístico de influência portuguesa espalhado pelo mundo, através do portal www.hpip.org e que a partir de agora estará à disposição de todos.

Um excelente trabalho iniciado em 2007 pela Fundação Gulbenkian, sob a orientação de José Mattoso.