terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Freguesia do Colmeal - Reforma da Administração Local





No passado sábado, dia 11 de Fevereiro, as colectividades regionalistas da freguesia do Colmeal responderam afirmativamente ao convite formulado pelo seu Presidente da Junta e comparecerem na Casa do Concelho de Góis para, em conjunto, se analisar a proposta de Reforma da Administração Local.

Carlos da Conceição de Jesus, presidente da Junta de Freguesia do Colmeal, acompanhado de José Brás Victor, secretário da mesma Junta e de Manuel Martins dos Santos, deputado na Assembleia Municipal de Góis, antes de iniciar a sua intervenção, propôs um minuto de silêncio em memória de Manuel Simões Júnior, grande regionalista e que havia falecido na véspera.

Foi pelo senhor presidente da Junta de Freguesia feita uma apresentação dos pontos mais importantes e também dos que mais polémica e preocupações poderão causar e que constam do denominado Documento Verde da Reforma da Administração Local.

Analisada igualmente a proposta de lei, que se encontra ainda em versão de trabalho, mas que é considerada mais gravosa que o referido documento verde.

Os dirigentes presentes, que representavam todas as associações regionalistas da freguesia, nas suas várias intervenções foram esclarecendo algumas situações e manifestaram a sua enorme preocupação quanto ao desfecho de todo este processo.

A solidariedade colectiva existe e é evidente na firme defesa da manutenção da nossa freguesia. Não só pela acção das colectividades regionalistas, mas também pelo trabalho já desenvolvido e a desenvolver pela Junta de Freguesia e pela Assembleia de Freguesia do Colmeal.

A união dos Colmealenses é fundamental em todo este processo.

A. Domingos Santos

Fotos de Francisco Silva

1 comentário:

Anónimo disse...

A Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE) deliberou, hoje, convocar para 10 de Março um “Encontro nacional” de autarcas, para o qual convida os dos municípios, tendo rejeitado a proposta de lei nº. 44/12.

Na óptica da ANAFRE, tal proposta, da autoria do Governo, visa “impor a agregação de freguesias, com carácter obrigatório, segundo o critério da aplicação de percentagens”.

Para o anunciado “Encontro nacional” foram convidados, igualmente, os deputados à Assembleia da República, órgão de soberania que terá de se pronunciar sobre a proposta do Executivo.

O Conselho Directivo da Associação decidiu ainda solicitar, com carácter de urgência, audiências aos líderes partidários e aos grupos parlamentares.

in Campeão das Províncias 15/02/2012