terça-feira, 18 de outubro de 2011

Aniversário da União – 2ª parte





Após a intervenção do presidente da União seguiu-se a entrega de uma placa alusiva aos que entretanto atingiram os 25 e 50 anos de associados. Antes, porém, foi prestada homenagem ao sócio mais antigo, Antero Gonçalves de Almeida, que fez parte do núcleo inicial de Colmealenses (entenda-se como naturais da freguesia) que em reuniões preparatórias vieram a dar origem à União Progressiva da Freguesia do Colmeal.

Abel da Silva Gonçalves, seu filho, justificou-nos a ausência com uma simpática carta em que nos dizia “Com satisfação decidi estar presente na cerimónia comemorativa dos 80 anos da União… mas a doença de minha mulher e do sócio fundador, Antero Gonçalves de Almeida, meu pai… acabam por me privar de estar convosco, mas estarei em espírito…
… Meu pai, próximo a fazer 103 anos (doença normal deste belo percurso da vida), pessoa ainda idónea, sempre serviu a comunidade ao longo da sua vida activa, sem desejar distinção, mas que agradece receber um pequeno diploma que seja, como um dos fundadores da União, louvando a continuidade dos carolas reeleitos.”

A Direcção procederá posteriormente à entrega da placa comemorativa.

Seguiu-se a entrega de placas comemorativas aos sócios com 50 anos de antiguidade e que se encontravam presentes. Feita referência à ausência de Maria Irene Rafael Abegão, professora que foi no Colmeal, durante quatro anos na década de 50 e que amavelmente, nos comunicou a sua impossibilidade de ali estar connosco. Guarda gratas recordações das pessoas que a acolheram e também dos seus alunos, que cumprimenta com muita simpatia e saudade. Continua a acompanhar o percurso da nossa colectividade à qual deseja um futuro de muito sucesso.





Receberam a placa: António Domingos Santos, António Ramos de Almeida, João Manuel Alves Duarte, José Martins Mendes, Lúcia Fontes Alves Duarte (a título póstumo), Manuel Martins dos Santos, Maria Alice Henriques Domingos Mendes, Maria Antonieta Fontes de Almeida, Maria do Carmo Canelas Costa e Maria Eugénia Marques da Costa Ramos.








Depois, foram chamados os sócios com 25 anos de fidelização à Colectividade: Abílio dos Santos Gouveia Neves, Alfredo Campos de Almeida, Amílcar Nogueira Domingos Branco, Ana Sofia Ramos Teixeira Correia, Aníbal Nunes de Almeida, Anselmo Ramos Dias Gaspar, António Alcindo de Almeida, António Jorge Simões, António Manuel Henriques Mendes Domingos, António Nunes dos Santos, Artur Domingos da Fonte, Artur Lopes Iria, Aurora Domingos Henriques, Celestina Domingos da Fonte Almeida, Domingos Manuel Alves Nunes, Etelvina Fontes de Almeida, Fernando de Almeida Freire, Fernando dos Anjos Marques, Fernando Loureiro, Francisco José Carreira da Silva, Henrique Brás Mendes, Isaura do Carmo Costa Fernandes, Isaura Marques Costa e Silva, José Álvaro de Almeida Domingos, José Manuel da Costa Ramos, José Nunes de Almeida, Luísa Maria Canelas Costa, Manuel Fernandes da Luz, Manuel Luís Nunes, Maria Assunção Almeida, Maria Clementina Neves Santos, Maria dos Anjos de Almeida Crespo, Maria Helena Almeida, Maria Leonor Brás da Costa, Maria Lucília Domingos Pinto Carreira da Silva, Maria Luísa Brás Almeida, Maria Manuela Ferreira da Costa Fonseca, Maria Paula Gaspar de Almeida Ramos, Mário de Jesus Martins, Rui Henriques de Almeida, Tomás Gomes Sequeira e Zulmira Maria Pires Pinheiro.


O Padre Anselmo Ramos Dias Gaspar que paroquiou a freguesia do Colmeal entre Outubro de 1967 e Setembro de 72, em que deixou obra feita, como é o caso do Centro Paroquial (reconversão de uma antiga capela a degradar-se) que passou a funcionar como Centro de Convívio. Presidiu à Delegação da União no período compreendido entre 9 de Março de 1969 e a sua saída do Colmeal.
Agradeceu a placa acabada de receber, cumprimentou os presentes, alguns dos quais não via há muito e felicitou a União pelo trabalho que vem desenvolvendo. Recordou a sua passagem pela freguesia e que “o tempo dos melhoramentos” já não competia às colectividades. “A União está no bom caminho com a reconversão que operou no Regionalismo mudando a sua actuação para as áreas da cultura, do social, do recreativo e do lazer.”

Fotos de Francisco Silva e A. Domingos Santos

Sem comentários: