segunda-feira, 28 de abril de 2008

Foi no sábado...


Paisagem deslumbrante, esmagadora, com um Colmeal aninhado lá no fundo, pequenino, na imensidão das serranias.


Encostas amareladas aquecendo-se do Sol, algures no azul do céu.


A invasão pacífica dos Cepos deu-se cedo, pela manhã.


Ádela esperava e eles aí estavam.


Açor tão perto. Descanso precisa-se...



O retempero de forças estava iminente.



Para o Colmeal ainda faltava um pouco.


O Senhor da Amargura aguardava na sua capelinha centenária.



A caminhada "Trilhos da Ribeira de Ádela/Caminhos da escola" foi no sábado, 26 de Abril.
Brevemente lhe daremos informação mais detalhada. Para já, dizemos-lhe que foi espectacular.



UPFC

Memórias...



Esquecidas e perdidas na serra encontramos memórias de um casarão esventrado, desfigurado, isolado, abandonado. Movimento que se perdeu no vai e vem do tempo que não perdoa. Pedras que vão tombando, uma a uma, como aqueles que por ali passaram. De partida ou de regresso às suas terras em outros tempos bem mais difíceis. Mas iam e vinham. Paravam. Agora, apenas a "PARAGEM" ainda resiste... mas já ninguém pára.

Fotos de Mariana Brás

UPFC

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Colmeal em Abril



Ao olhar para esta fotografia volto atrás mais de cinquenta anos, àquele tempo (1953) em que nos cinemas foi estreado um novo formato de filme projectado em ecran gigante, cinemascope, que tanto nos maravilhava.
Tal como esta fotografia, que nos apresenta uma panorâmica maravilhosa das serras que nos envolvem, das serras que envolvem as nossas aldeias. Paisagem que nos faz parar na estrada para que a possamos admirar como ela merece e como ela precisa. Paisagem que não nos deixa indiferente, a nós, nem a ninguém.




Montes cobertos de cores. Rasgados por estradas, estradões, aceiros, caminhos em todas as direcções. Penedos despidos e agrestes que tomam conta do horizonte na sua vigilância permanente.


Moitas, urzes, carquejas, pinheiros e eucaliptos numa paleta de cores a perder de vista. Uma envolvente que nos acaricia, nos deslumbra e que nos deixa ouvir o silêncio que nos rodeia.



Aproveite o fim-de-semana que se aproxima e visite o Colmeal.

A. Domingos Santos

Fotos de Mariana Brás

sábado, 19 de abril de 2008

Os nossos trilhos...

Os nossos trilhos, os da Ribeira de Ádela, estão à espera que os voltemos a descobrir para que ao percorrê-los de novo, possamos reavivar a meninice guardada nas gavetas e baús das memórias de cada um de nós.
E será já no próximo sábado. Tantos anos depois como vai ser? Como nos sentiremos ao voltar a entrar naquela escola, agora fechada, silenciosa, sem o bulício e as traquinices próprias da idade daqueles rapazes e raparigas?
Quando em coro se aprendia a tabuada numa toada com o seu quê de musical. Quando nas letras algumas eram mais difíceis de juntar. Quando os ditados tinham alguns erros. Quando a palmatória entrava em funcionamento...
E quem não se lembra daquele grito desafiante que fazia toda a malta correr?... " e o último a chegar é burro!!!..."
Bons tempos! Vamos recordá-los!


a e i o u

Arbusto com fungo branco


Arroz

Árvore com fungo branco


Azeitona. Pessoa a apanhá-la

Berma da estrada fossada pelo javali


Cabras


Caminho delimitado por pedras ao alto que também fazem estrema. A caminhada passará junto a ele.


Cantarinhas


Carvelho em porta


Combaros e lameiros




Conselhos c flor


Cultivo da terra


Curral junto ao caminho


Erva leiteira. Desinfectante e cicatrizante

Estoirafole



Flores de pão e leite


Forcões e varas com as videiras. Terão folha e as uvas já serão visíveis nos finais de Abril


Janela com laje como ombreira


Levada

Mancal



Marco. As pedras laterais simbolizam as testemunhas da sua colocação


Melro


Moinho. Já não existe


Parede, servindo de caminho e de encaminhamento das águas pluviais. A caminhada vai passar através dela

Pedra com buraco



Pedras ao alto a fazer estrema


Peido de velha


Pontão que se avista do caminho da caminhada já em cimento


Pontão sobre ribeira Fonte Salgueira feito em 1955 pelas J. Freg. Cepos e Colmeal


Porta com carvelho



Rosmaninho florido


S. Sebastião. Cepos


Senhor da Amargura. Colmeal


Toco de castanheiro


Tranqueta

Tronco coberto musgo


Tufo de musgo


Tulhas Açor Ádela ainda de pé. 1988

Agradecemos á nossa associada Lisete de Matos, uma das grandes entusiastas nestes "Trilhos da Ribeira de Ádela/Caminhos da Escola", o magnífico trabalho de recolha de imagens que aqui vos apresentamos.
No próximo sábado, não esqueça a sua máquina, porque vai valer a pena. Para mais tarde recordar.
Estamos à sua espera!

UPFC